A Lenda do Empresário em Grupo

08 MAI 2018
08 de Maio de 2018

Fala a verdade, assim como eu, você deve estar cansado destes livros, destes vídeos e destas propagandas que começam com “ Os 5 segredos...Os 7 passos..11 hábitos...blá,blá,blá”

Primeiro porque se é segredo e está sendo vendido em escala, não é segredo coisíssima nenhuma. Se fosse segredo de verdade, não se contava pra ninguém, se enriquecia com isso sem ninguém saber. Isso irrita um pouco a nossa inteligência.

 

Então se você acredita em fórmulas mágicas que podem ser aplicadas a qualquer pessoa, em qualquer local bastando seguir seus modelos, nem perca tempo lendo este artigo, você não encontrará isso aqui

 

O Empresário no Mundo do Marketing: A Caça ao Tesouro. 

 

De volta ao mundo real que as universidades estão a quilômetros de distância de representar, você precisa de uma ação rápida no seu ponto de venda pra poder aumentar o faturamento. Novamente recorre a empresas gráficas ou até mesmo agências de publicidade pra fazer o material que precisa colocar na rua. Contrata uma ou duas pessoas pra entregar o seu material em locais estratégicos – isso quando não os contrata para panfletar nas caixas

dos correios das pessoas, - e fica aguardando o retorno destas ações.

 

Bom, como empresário informado que você precisa ser, começa a pesquisar marketing digital para entender como fazer seus investimentos em plataformas digitais. É aí que você descobre que seria muito mais fácil entender um curso de mecânica de aeronaves supersônicas a distância do que de marketing digital. Descobre que se envolver com isso, vai tirar o foco do seu negócio e o pior vai te deixar aprisionado na tecnologia.

 

No ponto de vendas você não consegue ficar totalmente focado em vendas. Suas contas se aproximando (aluguel do ponto, imposto, água e energia elétrica, o recolhimento do FGTS, dos impostos de venda, a folha salarial, a empresa de contabilidade, a escola dos filhos, o carro que precisa de manutenção, o estoque que não sai,...) fazem com que não perceba, mas ao atender os clientes você coloca tensão na venda e medo nesse cliente, que acha que você ou está tenso demais ou está desesperado para vender.

 

Curtindo uma Vida de Autônomo : Missão Impossível II

 

Para deixar a sua vida de empreendedor, empresário ou prestador de serviços autônomos mais fácil, veicula-se na mídia uma crise sem fim, uma nova operação da polícia que prende ou apreende isso ou aquilo e novamente o país está paralisado – a queixa aqui não é contra a polícia, é contra o volume de corrupção que quanto mais tira mais se acha. É política econômica, é desemprego, é crise da carne, é crise no país X_Y_Z que interfere no mercado, é fiscal corrupto, é alíquota de imposto subindo, é falta de segurança no seu bairro, é um trânsito caótico - esqueci de alguma coisa? - e ainda tem aqueles funcionários que não tem vontade de trabalhar, prestam um péssimo atendimento, estão sempre chegando atrasado e só fazem o que se pede, enquanto você, tem que aguentar tudo isso sozinho e ainda ouvir que “o patrão só se preocupa com o bolso dele e os funcionários que se danem” .

 

E você então que é autônomo? Seus problemas não chegam a esse nível complexo de gestão, mas é terrível só de lembrar que cada pessoa que já treinou passou a fazer o mesmo serviço que você e o pior, ainda rouba seus clientes.

 

E quando presta o serviço e o cliente demora em pagar – isso quando ele quer pagar – ou quando o cliente pensa que você é leiloeiro e começa a botar preço nos seus produtos? E cá para nós, quem é autônomo sabe muito bem do que vamos falar: quando está tudo indo muito bem, ótimo, tudo ajuda, mas quando uma coisa começa a dar errado, sai de baixo, tudo mas tudo mesmo conspira pra acontecer de errado naquela hora e lá se vão estoques, reserva financeira entre outras coisas – é o famoso desespero típico que diz para o autônomo porque ele não ficou dentro de uma empresa ao invés de tentar ganhar a vida assim.

 

Bem vindos ao século XXI: Comportamento do Cliente? Mas que Cliente ?

 

Vamos adocicar um pouco esse sofrimento – só que não – colocando os clientes no seu ponto de venda. Nos contos de fadas da literatura acadêmica e nos livros Harrypoterianos – acabei de inventar isso, hahaha – o cliente precisa ser recebido com um sorriso e muito bem tratado, olho no olho, entre centenas de protocolos comerciais para tratar o seu cliente.

 

Só que o cliente que entra na sua loja não é regido pela lua do século passado, ele é da nova geração, e na verdade o que ele quer é preço, é prazo, é condição de pagamento, é garantia, porque ele não acredita mais em bom atendimento desde que seus pais iam ás compras.

 

Ele vai confirmar todas as informações necessárias para ter a tranquilidade de comprar pela internet, com um cartão de crédito em uma plataforma que garante 15 dias para ele avaliar se o produto chegou mesmo e se veio como pedido, para aí sim liberar o pagamento.

 

Meu pai, o seu pai ou até você mesmo compravam em uma loja porque confiavam nos donos, tinham um laço de amizade com ele, era como se fosse familiar, e pouco importava o valor, você e meu pai compravam porque confiavam.

 

Só que no século passado Portugal ia até as Índias buscar especiarias, hoje a Índia entrega na sua casa, em qualquer parte do mundo, com preço da Índia!

 

A facilidade em comprar um produto da China pela internet é surpreendente. Meu amigo, se o seu cliente descobriu como importar o material que comprava com você muitíssimo mais barato, não se iluda com esse pensamento do passado de fidelidade do cliente. Primeiro porque o cliente nunca foi fiel, ele era acomodado. Não comprava só de você pelo tratamento que recebia. Comprava de você porque confiou no seu primeiro atendimento e enquanto você entregava o produto que ele queria, ele nem perdia o tempo dele procurando outro, porque antes isso dava muito trabalho. Hoje não, em segundos você está em dezenas de lojas no lugar do país e do mundo que quiser.

 

Não sei se já percebeu, mas se fizer tudo de uma vez o que os consultores te mandam fazer, sua empresa para de funcionar! Primeiro você só faz o que faz porque não tem capital pra contratar mais funcionários, isso quando não é uma empresa familiar. Segundo porque a estrutura que você tem é enxuta e multitarefas, das empresas de médio e grande porte não: cada um tem sua especialidade.

 

A Lenda do Empresário em Grupo : Descobrindo outra Rota para as Índias.

 

E se, de repente você descobrisse que pode formar um grupo com empresas de diferente ramos e especialidades? Descobrisse que todos passam pelos mesmos problemas que você. Descobrisse que eles se reúnem uma vez por semana, duas horas só, de forma organizada, para aprenderem o negócio um do outro, porque sabendo como funciona o setor de cada um, podem enxergar as oportunidades deste setor que antes desconheciam.

 

Além disso, conhecem as dificuldades uns dos outros e acabam por estreitar uma amizade real. E mais, descobrisse ainda que seus clientes precisam daquele serviço que você aprendeu e que por indicar o cliente a empresa, você pode receber a comissão como um vendedor – afinal você ajudou na venda – isso mesmo, você recebe pela indicação que tenha gerado negócios.

 

Sabe aquele tempo que você achou perdido tentando entender? Nesses grupos você vai assistir apresentações diretas de quem trabalha com isso e tirar dúvidas na hora. Uma vez por semana você aprenderá no mínimo uma área diferente, um setor diferente e também ensinará sobre o seu. É como se fosse um clube onde todos ajudam todos, desde resolverem seus problemas a venderem também.

 

Há um ano estudo este comportamento e grupo, e não encontrei nada economicamente viável que tivesse melhor retorno para empresários e autônomos. E em questão de investimento pra participar, porque o que entra de recurso é para manter o local que se reúnem semanalmente, o coffee break entre outros custos normais.

 

Da Teoria a Prática, sem mimimis: Um por Todos e Todos por Um

 

Agora vamos voltar lá do início e digamos que você tenha feito tudo diferente, e sua vida nos negócios está dessa forma;

“Todos os dias acordo mais disposto, sem aquele stress diário pra enfrentar os problemas da empresa como antes.

 

Estou em um grupo onde conheci uma empresa de RH que nem sabia que atuava no meu setor de forma diferenciada. Conheci lá também excelentes treinadores que me ajudam com dicas e que já pude contratar para dar treinamento aos meus funcionários. Na hora do almoço, vou agora no restaurante de uma pessoa muito simpática que conheci no grupo. Aliás, não só eu, mas todos os meus funcionários passaram a comer lá. A comida é fresquinha, bem temperada. Conheci esse restaurante no grupo, onde todos ganhamos uma degustação e onde recebemos depois disso uma proposta de parceria ou convênio para pagar mais barato e com mais prazo.

Aquele problema com finanças e inadimplência? Resolvi mesmo! Fiquei eufórico quando uma das empresas apresentou em 20 minutos, no seu dia de expor, uma forma de amarrar em todos os contratos uma segurança de recebimento. Nunca tinha ouvido falar. Agora todos os meus contratos foram refeitos e esta cláusula incluída. A minha contabilidade? Como melhorou depois que conheci uma empresa séria, focada e especializada só no meu nicho de mercado, e o melhor, estamos juntos toda semana, estreitamos o relacionamento e inclusive almoçamos uma vez por mês no mesmo restaurante da moça do grupo.

 

Meus funcionários estão mais felizes, porque ouvi o conselho de um especialista de marketing do grupo e dou uma viagem de férias para o melhor vendedor do ano. E sabe o que é melhor? Não gasto quase nada pra dar essa viagem porque no grupo tem uma empresa que compra milhas de viagem. Como acumulo milhas, ela transforma isso em viagem a um custo baixíssimo. Meus filhos e esposa estão com um sorriso de orelha a orelha porque consegui uma escola melhor, um plano de saúde que os atenda melhor, um convênio dentário pra eles, até seguro de vida consegui. Isso tudo lógico no grupo, após assistir a apresentação de cada empresa no grupo.Ah! Lembra-se do problema com o carro? Resolvido. Conheci um mecânico nesse grupo que faz un serviço diferenciado quem nem podia imaginar, a um preço especial para o grupo. Aliás, esse mecânico está rindo a toa, porque o serviço é tão bom que todos os meus amigos passaram a fazer com ele a manutenção.

 

Onde consegui dinheiro pra pagar tudo isso? 

 

Imaginem só: se o produto e serviço deles foram úteis para mim a mesma coisa aconteceu com meus produtos e serviço sem relação a eles! Passei a vender não só para as pessoas do grupo, mas também para indicações de pessoas do grupo. E você sabe que uma indicação vale muito mais. Eu pessoalmente vou atender o cliente indicado porque agora tenho tempo pra dedicar ao que me interessa no negócio, que é vendas. E acredita que ainda ganho comissão das indicações que dou? Sim, foi tão bom para mim os serviços disponíveis no grupo que ficou muito fácil indicar para os meus clientes.

 

Hoje faço visitas certas todo dia. Gasto menos com logística porque roteirizo antes. Dou-me ao luxo de na hora do almoço convidar algum empresário da região onde eu estiver. Tenho um aplicativo que me mostra onde empresários do grupo estão e me permite chamá-los para um almoço ou café. Se eu fechar negócio, ali mesmo só com o aplicativo a transação financeira é feita! “

 

Grupo de Ficção Científica isso, só Pode: Que Grupo é Esse que Nunca Ouvi Falar? 

 

Para a alegria geral da nação esse grupo existe sim. Tire você mesmo as suas conclusões, procure pelos grupos e vá um dia em uma das reuniões para conhecer os empresários envolvidos. Como dissemos, há uma mescla de empresas grandes, médias, pequenas, autônomos, prestadores de serviço, com um mesmo foco: aprender e fazer negócios.

 

Cada dia da semana é um grupo diferente que se reúne, começando pontualmente as 19:00 e indo até as 21 horas pontualmente.

 

O interessante destes grupos é que não vi até agora membros desistirem de participar, por isso indicamos neste artigo. O nome do empresa responsável por estes grupos pode ser encontrada facilmente em pesquisa no Google ou

no Facebook como BeveB ou EmpresáriosBrasil .

 

Abaixo o link do grupo para tirarem suas próprias conclusões.

https://www.facebook.com/search/top/?q=beveb

https://www.beveb.com.br

https://www.empresariosbrasil.com.br

beveb@beveb.com.br

Voltar